Como abrir um restaurante self-service - Marcas e Patentes BH
(31) 3292-7257 (31) 3292-7257 (31) 9 8862 0363
Como abrir um restaurante self-service

Como abrir um restaurante self-service

Começar um negócio de alimentos, como um restaurante self-service, é sempre uma das ideias que deixam mais dúvidas para os empreendedores, isso porque eles não sabem quais requisitos, materiais e experiência são necessários. Devido a isso, estudos indicam que 75% desses negócios falham após passar dois anos no mercado.

Embora seja verdade que algumas empresas se tornaram bem-sucedidas com os proprietários que não sabiam nada sobre as vendas, é melhor garantir o sucesso e saber o que eu preciso para um restaurante self-service.

Neste post veremos alguns dados que você deve saber se você ainda perguntar como iniciar um restaurante self-service.

 

– Defina o conceito

No Brasil, existem várias empresas de alimentos focadas em diferentes setores. Por exemplo, um dos mais populares nos últimos anos é o Fast Food, graças a quase todos os “pratos” que oferece e em mais de uma maneira de prepará-los (hambúrguer vegetariano, batatas com queijo, etc.).).

Então você deve decidir que tipo de comida você estaria direcionando sua ideia de negócio. Você não precisa se limitar a um único prato; se você gosta muito de comida italiana, pode oferecer o prato principal, por exemplo as pizzas; mas você também pode disponibilizar ao cliente outras opções como: espaguete, macarrão, fetuccini, etc. Isso é essencial para fidelizar o cliente de um restaurante self-service.

Por que é importante saber o que será vendido? Porque depende do investimento que fazemos, muitas pessoas que não sabem como para iniciar um restaurante perguntar “quanto é que, para os quais não abrir uma empresa do sector alimentar?” É resposta exata, para cada tipo de alimento varia custos: Não é o mesmo para abrir um restaurante mexicano para um restaurante japonês, onde muitos ingredientes são importados e aumentam seu custo.

 

– Definir custos

Depois de definir o que vender, é recomendável estabelecer os custos gerados por essa ideia de negócio. Destes, existem dois tipos: Custos Fixos e Custos Variáveis.

Custos fixos

Refere-se a todas as despesas que você fará e cujos números não serão alterados, ou pelo menos não em um longo período. Um exemplo disso seria o aluguel das instalações e o salário dos funcionários do restaurante. Dessa forma, você saberá quanto dinheiro corresponde a essas despesas e quanto corresponde a você.

Custo variável

Ao contrário do Custo Fixo, refere-se às despesas que dependem do lucro ou prejuízo do negócio, uma vez que variam de acordo com o que foi gerado no dia, semana ou mês.

Como abrir um restaurante self-service
Como abrir um restaurante self-service

– Compre suprimentos a granel

Alguns acreditam que salvam quando compram ingredientes em pequenas quantidades, mas é o contrário. Embora no momento do pagamento da encomenda pareça caro, a verdade é que quando se compra no atacado, os custos são reduzidos porque os fornecedores melhoram o preço.

Por exemplo, se você tem uma loja de chocolates artesanais, você pode pedir alguns pacotes por pacote em vez de algumas dúzias, ou, se você mesmo prepará-los, pode manter alguns a uma temperatura para que eles sejam vendidos quando forem necessários.

 

– A paciência é indispensável

Eu sei que você quer ganhar muito, mas quando você começa um lucrativo restaurante self-service, é muito comum que você perca antes que o capital seja gerado. Para evitar que sua empresa sofra um colapso financeiro, reduza um pouco seus preços, a primeira coisa é que você saiba.

Lembre-se que o ramo de restaurantes self-service é muito competitivo, então você deve atrair seus clientes com os preços, não os assustar.

 

– Atendimento ao cliente no restaurante

O bom atendimento e atendimento ao cliente no restaurante sempre serão refletidos. Quando um cliente entra e vê que o pessoal é bom, trata bem e presta um bom serviço, pode ter um enorme impacto no restaurante self-service.

Para dizer aos clientes os pratos que você manipula ou a gastronomia, as ofertas e os produtos que você oferece são uma boa estratégia para diferenciar-se da concorrência e ganhar simpatia com o cliente. Você também pode esclarecer dúvidas sobre um prato para mais informações, uma parte fundamental é treinar sua equipe através de cursos de gastronomia.

Não caia no mau gosto de falar mal da sua concorrência, em vez de destacar melhor as vantagens que o seu restaurante tem e o bom serviço que você dá. Embora pareça que falar mal da sua concorrência te beneficie, não é, mas pelo contrário, você dá má imagem ao seu cliente.

 

– Faça novos clientes

A maioria dos restaurantes self-service tem uma estratégia de marketing que varia periodicamente, e é por isso que você deve pensar onde e como você investe seu dinheiro.

Uma das tarefas mais difíceis na hora de montar um restaurante é conseguir clientes, porque nesse mercado as pessoas já têm um lugar favorito. Mas tenha sempre em mente que eles não sabem qual é o melhor até que tenham tentado. Existem várias razões pelas quais as pessoas podem entrar em um restaurante, algumas delas são:

– A chamada publicidade boca a boca, isto é, quando uma pessoa recomenda o lugar para outra.

– Chamar atenção para a atmosfera e a aparência do restaurante

– As promoções e o preço

 

Erros comuns ao abrir um restaurante self-service

Erros comuns ao abrir um restaurante self-service
Erros comuns ao abrir um restaurante self-service

– Não pense que possuir um restaurante é um trabalho

Isso pode parecer lógico. Possuir um restaurante significa que você deve estar no trabalho a maior parte do tempo, especialmente no começo.

Você gosta de aniversários, aproveitar fins de semana e feriados? Saiba que esses serão os dias em que você terá mais trabalho. Você deve ser muito claro sobre as obrigações e funções de um dono de restaurante.

Não é apenas estar no restaurante, é orientar sua equipe, liderar pelo exemplo, estar com os clientes, etc.

Pensar que ter um restaurante self-service significa apenas convidar amigos, beber com eles ou convidar a família nos finais de semana é um erro que eu vejo mais vezes do que gostaria.

 

– É importante ter um plano de negócios claro

Um plano de negócios é especialmente útil para novos empresários de restaurantes. Quando você estiver coletando informações para criar seu plano de negócios, poderá encontrar problemas que você não considerou anteriormente, como licenciamento, regulamentos de saúde e leis tributárias. Descubra tudo o que você precisa para criar um bom plano de negócios e evitar surpresas.

Quando você faz o plano de negócios, não se esqueça de desenvolver um modelo de negócio também.

 

– Não criar seu próprio menu

Cada restaurante self-service deve entender qual é o melhor menu para o cliente-alvo que ele deseja ter. Esqueça os menus de quebra-cabeça, um pouco disso, um pouco disso, esse prato que eu gosto, esse meu filho.

Quanto mais conceituado for o seu menu, melhor será para o seu restaurante. As pessoas precisam ir a restaurantes com identidade própria, respirar um ar fresco e único, com sabores definidos e com um selo da casa.

Sempre pense em seu cliente ao criar um menu.

 

– Não ser claro sobre o conceito do seu restaurante

Este erro clássico ao abrir um restaurante self-service está muito ligado ao anterior.

Nada é mais frustrante para um cliente do que o conceito do restaurante não é claro. Especializar e ter um conceito é um cartão vencedor ao abrir um restaurante.

Um restaurante, ao entrar, o cliente tem que sentir que está contando uma história. Que existe uma coerência entre a letra, a decoração e o serviço.

Sem um conceito, os clientes sentir-se-ão confusos e será mais complicado recordar o seu restaurante e, logicamente, não queremos que isso aconteça, para que o recomendem e voltem sempre.

 

– Pense duas vezes antes de contratar amigos

Embora existam muitas empresas familiares de sucesso, incluindo restaurantes, você deve ter cuidado ao contratar familiares e amigos. Desde que o relacionamento que você tem com eles mudará quando você se tornar seu chefe.

Infelizmente, trabalhar com a família e os amigos não é aconselhável, porque os problemas se multiplicam.

Se você não tivesse outra opção a não ser contratar família e amigos, pelo menos treine-os e dê orientações claras. Tenha muito cuidado neste momento, porque está procurando muitos problemas antes de começar.

 

– Pensar que os clientes simplesmente chegarão ao seu restaurante

Outro erro comum ao abrir um restaurante é pensar que os clientes chegarão sozinhos.

Muitas pessoas pensam que quando abrem o restaurante, as pessoas que entram pela porta vão entrar e vão adorar o cardápio e o conceito e que isso vai se multiplicar dia a dia. Muitos antes de abrir, já pensam em franquias, porque será um sucesso tão grande que querem ter muitos restaurantes como esse.

 

– Não levar em conta a localização do restaurante

Antes de criar um plano de negócios, criar a carta ou solicitar um empréstimo do banco, você deve decidir exatamente onde seu restaurante self-service será localizado. A localização de um restaurante é tão crucial para o seu sucesso como boa comida e bom serviço.

 

Leave a comment