Como escolher o nome da empresa - Marcas e Patentes BH
0800 580 0363 (31) 3292-7257 (31) 9 8862 0363
Como escolher o nome da empresa

Como escolher o nome da empresa

Como escolher o nome da empresa

Abrir um negócio próprio, onde você não tem pressão do chefe e pode ter um bom retorno financeiro é o sonho de milhões de pessoas ao redor de todo o mundo. No entanto, nem sempre o mais difícil é conseguir começar uma empresa, mas sim conseguir se estabelecer no mercado por longos anos.

Nesse quesito, há vários fatores que influenciam o sucesso de uma empresa no seu ramo de atuação. Entre vários pontos, como a qualidade dos produtos ou serviços ofertados, as boas condições e bons preços, o diferencial em relação aos concorrentes, dentre outros, os elementos de identificação do negócio também é um detalhe importante.

Quando juntos, todos esses elementos de identificação formam a marca de uma empresa. Basicamente, são responsáveis por passar ao público em geral uma boa ideia daquele negócio, de forma que a identidade visual – logomarca – seja de fácil identificação, mas sem deixar o design de lado, e o nome seja algo diferente, mas sem poder ser tão difícil a ponto de fazer com que as pessoas não se lembrem.

Falando dessa maneira parece difícil, não é mesmo? E é por esse motivo que no artigo de hoje iremos falar mais sobre o nome de uma empresa, dando dicas imperdíveis que como escolher o melhor para o seu negócio.

A marca de uma empresa e a sua importância

É comum que, a partir do momento que a pessoa possui um sonho, ela queira realiza-lo da maneira mais perfeita possível. Nesse sentido, muitas pessoas já possuem um nome certo na sua cabeça, pois este é como um sonho de infância. No entanto, o que tem de ser levado em conta é que a marca – o conjunto de toda a identidade do seu negócio – será como a porta de entrada dos seus clientes.

Sendo assim, o mais proveitoso é que você pense no que será mais agradável para o seu público alvo do que para você próprio, pois são eles que você deseja ganhar. Ter uma marca forte e que atraia mais e mais consumidores pode ser o fator definitivo para que a sua empresa cresça e se torne uma referência naquele ramo de atuação.

Dicas de como escolher o nome da empresa

Agora que você já tem uma ideia de como o nome do seu negócio pode ser uma grande influência para o sucesso do mesmo, pode ter se interessado na maneira como construir a melhor marca nominativa do seu negócio. Diante disso, nesse tópico iremos citar algumas dicas que te levarão à melhor escolha. Vem com a gente!

  1. Saiba qual é o seu público alvo:

Este é o primeiro ponto e um dos mais importantes quando o assunto é a identidade da sua empresa. Todo negócio, seja ele de qualquer ramo, necessita dos seus clientes para continuar funcionando, necessita vender mais para se tornar uma referência. Dessa forma, antes de tomar qualquer decisão relacionada à sua empresa, você deve saber qual é o seu público alvo e o que ele irá achar daquela decisão.

Algumas das vezes, mesmo pensando dessa maneira, você poderá se confundir e tomar uma decisão errada, mas o objetivo é reduzir esses erros ao mesmo, a medida que você conhece os seus clientes e os seus potenciais clientes.

Bom, para melhor entendimento, o que foi falado pode ser entendido da seguinte maneira: se o seu público alvo são pessoas jovens de até 20 anos, tente dar um nome mais descontraído, que atraia esse público. Um bom exemplo é a Forever 21, que tem como público alvo pessoas jovens – principalmente mulheres. Dessa forma, o seu nome – que em português significa “Para sempre 21” – transmite a ideia da jovialidade a partir dos produtos que vende.

  1. Ligue o nome com o segmento da marca:

Esse ponto pode ser uma das coisas mais importantes quando o assunto é a escolha do nome para a sua empresa. Isso se dá pelo fato de que a marca nominativa deve, ao menos, passar a ideia de qual é o ramo de atuação daquele negócio.

No entanto, nesse ponto, não há muito problema se a escolha for de uma palavra ou de um termo neutro, que não remeta – ainda – a nenhum segmento. O mais importante é não ter um nome que tem uma forte ligação com outro ramo de atuação. Um exemplo é o termo “Tech” – algumas empresas também usam Tek –, o qual está fortemente associado com empresas que trabalham com computadores e fatores relacionados a internet. Não é indicado que você use esse termo se for uma lanchonete, por exemplo.

  1. Pense em um termo fácil de lembrar:

Nosso cérebro é algo impressionante, e consegue guardar informações por anos, mesmo que elas não sejam lembradas constantemente. No entanto, para que isso aconteça, é necessário que essa memória esteja ligado a alguma experiência, sentimento ou até desejo da pessoa.

Isso se dá pelo fato de que o cérebro, na grande maioria das vezes, guarda nomes e palavras aleatórias nas memórias de curto prazo, onde, se não usarmos constantemente, eles serão esquecidos. Dessa forma, é importante fazer a escolha por um nome que seja fácil de lembrar. Para isso, você deve conseguir chegar em uma palavra – ou termo – que, ao mesmo tempo que seja simples, isto é, não possua uma pronúncia difícil, seja algo forte e memorável.

  1. Não use nomes muito grandes:

São raríssimos os casos de empresas bem sucedidas – e que possuem uma marca forte – que tem uma marca nominativa muito grande. Na grande maioria das vezes, é necessário ter algo pequeno, preferencialmente só de uma palavra – no máximo duas – e que seja bastante fluido e fácil de pronunciar.

Quando as marcas usam de duas palavras, é altamente necessário que os dois termos sejam fáceis de falar.

Exemplos de grandes marcas com nomes pequenos e bem fluidos: Apple, Uber, Nike, Pólo, dentre outros. Exemplo de uma grande marca com nome composto: Burguer King – que possui dois termos fáceis de pronunciar.

  1. Seja completamente único:

É muito provável que a grande maioria dos leitores já soubesse disso, mas avisar nunca é demais, não é mesmo? Nesse tópico, estamos basicamente dizendo que, para ter uma marca forte e reconhecida no mercado, é necessário ser algo único, de forma a não ser confundido com nenhuma outra empresa.

Isso se dá pelo fato de que é praticamente impossível conseguir um público fiel a sua marca se outras empresas tiverem o mesmo nome ou nome parecido, mesmo que possuam uma atuação em outras áreas. Pense em algo único, que exprima os valores da sua empresa que possa perpetuar por vários anos.

O processo de dar nome a uma empresa

Tudo que falamos até o momento nesse artigo foram dicas de como devem ser o nome da sua empresa. No entanto, apesar de serem importantes, você deve estar se perguntando o que fazer para chegar a esse termo, visto que pode não ser uma pessoa muito criativa e ter problemas em inventar coisas do nada.

Bom, por esse motivo, decidimos fazer uma espécie de passo a passo, para que você consiga, ao menos, levantar algumas possibilidades de nomes para a sua empresa. Vamos lá!

  1. Escreva várias informações importantes em um papel:

Como já falado em outros tópicos, é necessário que o nome atenda a vários requisitos relacionados à sua empresa. Sendo assim, é importante anotar todas as informações em um papel, para que as coisas fiquem um pouco mais claras.

Para isso, você pode responder algumas perguntas importantes:

  • Qual é a idade do seu público alvo?
  • Qual é a personalidade do seu público alvo?
  • Qual será a persona da sua empresa? (Ex: mais descolada, mais divertida, mais séria, dentre ouros);
  • Quais produtos você irá oferecer?
  • Quais serviços você irá oferecer?
  • Qual é o diferencial do seu negócio?
  • Qual o nome dos seus concorrentes? (Apenas para ter uma ideia, sem se aproximar muito);
  1. Reúna pessoas criativas:

Se você tem problemas com a criação de coisas do zero, este não é um processo para você. Sendo assim, o mais indicado é que, com a ajuda de um profissional da área, isto é, com alguém que seja formado em marketing, o nome da sua empresa pode ser criado de maneira mais eficiente.

No entanto, se não for algo acessível para sua realidade atual, reúna funcionários, familiares, amigos, ou apenas pergunte a algumas pessoas mais próximas algumas idéias. Elas não precisam dar o nome final para o seu negócio, tendo em vista que isso é uma decisão somente sua. No entanto, pode ser um bom início.

  1. Faça um brainstorm:

O Brainstorm é um conceito bastante utilizado no meio do Marketing e da Publicidade como um todo. Basicamente, se trata de uma atividade onde várias pessoas – também pode ser feito individualmente, mas nem sempre é proveitoso – falam das suas idéias de maneira aberta e tentam defende-la.

Isso pode fazer com que você chegue em algumas idéias bem proveitosas. Além disso, existem alguns exercícios relacionados ao Brainstorm que podem ser bem interessantes, como por exemplo a seqüência de palavras, onde alguém fala algum termo e a outra pessoa tem de falar um termo relacionado com o último.

A partir desses exercícios pode se chegar em algo que não está diretamente relacionado com o seu negócio, mas que possui uma conexão forte. O Brainstorm também pode ser proveitoso pelo fato de que duas idéias podem se fundir e se tornar algo ainda mais interessante.

O Registro de Marca

Como vimos em todo esse texto, criar um nome para a sua empresa pode ser um processo difícil e bastante estressante, demandando um trabalho pesado da nossa mente. No entanto, se chegar a um resultado satisfatório, isso poderá ser um dos fatores definitivos para o sucesso da sua empresa no mercado.

Sendo assim, para aqueles que conseguirem chegar em um bom nome, é altamente recomendado que passe pelo processo de registro de marca. Basicamente, o registro é feito junto ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial, comumente chamado de INPI, onde o indivíduo faz um pedido de exclusividade para a sua marca.

A partir disso, caso esse pedido seja aceito, apenas essa marca em todo o território nacional poderá fazer uso daquele nome, o que poderá ajudar – e muito – no fortalecimento da marca. É importante lembrar que nesse tipo de processo não é apenas o nome que pode ser registrado, mas também a identidade visual (logomarca).

Registro de Marca BH

O processo de Registro de Marca pode ser algo complicado, contando com vários procedimentos que podem levar até o judiciário. Sendo assim, o mais indicado é que você contrate uma empresa especializada em registro de marcas e patentes para conduzir todo o processo para o seu negócio.

Contratando esse tipo de serviço você poderá ter a garantia da aceitação do pedido de exclusividade e, por esse motivo, terá mais chances de sucesso. A Lancaster Marcas e Patentes é uma empresa com mais de 60 anos de atuação, sendo a pioneira nesse segmento em todo o estado de Minas Gerais. Ao longo das seis décadas, a empresa angariou clientes de alto renome nacional e até internacional, como Seculus, Ouro Minas, Casa & Tinta, dentre outros.

Ligue já e consulte preços e condições!

Leave a comment