Diferença entre eficiência e eficácia - Marcas e Patentes BH
0800 580 0363 (31) 3274-1718 (31) 9 8862 0363

Diferença entre eficiência e eficácia

Diferença entre eficiência e eficácia – Ao escutar a palavra eficácia a e palavra eficiência, muitas pessoas podem atribuir significados sinônimos para esses dois termos. Embora no dia a dia e nas situações mais informais isso não tenha tantas implicações, para o mundo do empreendedorismo e em situações mais formais é essencial saber qual a diferença entre os significados dessas duas palavras.

Dessa forma, nesse artigo iremos falar sobre a diferença entre a eficácia e a eficiência, dando o conceito desses dois termos e exemplos que poderão ilustrar toda e explicação!

O significado da eficiência

Antes de falar sobre o significado da eficiência, faça um exercício consigo mesmo e tente pensar qual é a diferença entre os dois termos centrais desse artigo. Ao final do texto, deixe nos comentários qual foi a sua visão inicial e se ela bateu com o significado falado aqui!

A eficiência é a execução de um serviço da maneira correta, isto é, realizar uma atividade da maneira que ela deverá ser realizada. Pense, por exemplo, na escrita de um texto: se você começou a escrever o artigo, soube usar bem as palavras sem exagerar, não usando nem muitas nem poucas palavras, e conseguiu terminar toda a sua tarefa no tempo determinado, você foi eficiente.

Dessa forma, a eficiência resume se uma pessoa consegue começar e terminar um serviço no tempo desejado. Além disso, uma pessoa eficiente deve usar o mínimo de recursos possíveis, a fim de não desperdiçar sem motivos.

Para construir um muro, por exemplo, vamos supor que são necessários 100 tijolos e 1 dia, mas considerando os que quebram ao decorrer do processo, a pessoa comprou 110 tijolos. Uma pessoa eficiente conseguirá fazer o muro no tempo estipulado, ainda sobrando alguns materiais para uma construção futura. No entanto, alguém que não possui essa característica irá precisar de 2 dias e 120 tijolos.

O significado da eficácia

É importante ressaltar que confundir os conceitos desses dois termos é algo altamente comum, principalmente pelo fato de que eles se relacionam um com o outro. Para entender a eficácia, portanto, é necessário que o leitor saiba o que é a eficiência e vice-versa.

A eficácia se relaciona com o sentido de alcançar um objetivo depois da realização de uma tarefa. Para entender melhor como esses termos são diferentes, mas se relacionam, podemos usar os mesmos exemplos que foram falados acima.

Voltemos, então, à pessoa que está escrevendo um texto. Como já falado anteriormente, esta pessoa é eficiente se conseguir começar e terminar o texto, usar as palavras necessárias e entrega-lo no tempo estipulado. No entanto, esse mesmo indivíduo só é eficaz se ele conseguir atingir o seu objetivo com o texto. Vamos supor, nesse caso, que o objetivo do artigo é passar em uma prova e, para isso, seria necessário uma nota de 7 em 10. Dessa forma, caso a nota dada pelo avaliador seja 7 ou maior, essa pessoa terá sido eficaz. Caso seja menor que 7, mesmo que tenha sido eficiente, ela não terá sido eficaz em sua tarefa. Deu para entender a diferença entre os dois?

Ainda para o melhor entendimento do leitor, continuaremos no outro exemplo do tópico anterior. Para construir um muro, um profissional necessita de um dia e aproximadamente 110 tijolos. Esta pessoa se provará eficiente se conseguir terminar o serviço nesse prazo e com essa quantidade – ou com uma quantidade menor – de unidades.

No entanto, apesar de isso provar a eficiência do profissional, apenas terminar o serviço não irá garantir a sua eficácia. Para se provar eficaz, o muro feito por ele precisa atender as expectativas e atingir os objetivos estipulados para um muro. No caso desse muro, ele foi feito para separar um cômodo do outro, fornecer um mínimo isolamento acústico e não deixar passar a luz do Sol, além de aguentar mínimos impactos.

Sendo assim, caso o muro consiga fazer todas essas coisas, o profissional será, além de eficiente, também eficaz. No entanto, se ao primeiro impacto mais forte o muro trincar ou mesmo cair ao chão, ele não será uma pessoa eficaz.

Qual é a melhor qualidade: eficácia ou eficiência?

Agora que você entendeu a diferença entre a eficácia e a eficiência, pode vir a se perguntar: “qual delas é a melhor qualidade para uma pessoa?” ou até “qual dessas qualidades eu devo trabalhar para incorporar à minha personalidade?”.

A verdade é que não existe uma qualidade melhor do que a outra. Um bom profissional ou mesmo um bom empresário e líder deve ser aquele que preza por todas as qualidades e as reconhece nas pessoas, fortalecendo-as e trabalhando aquelas que faltam!

Dessa forma, é possível concluir que não adianta tanto uma pessoa ser eficiente e não ser eficaz. Dessa forma, não adianta de nada conseguir entregar o texto no prazo estipulado, com as palavras estipuladas, se não atingir a nota desejada.

Seguindo a mesma linha de raciocínio, também não vale de nada se uma pessoa for apenas eficaz, mas não for eficiente. Continuando no mesmo exemplo, se alguém conseguisse entregar um texto que valesse 10 dos 10 pontos, mas depois do prazo estipulado pelo avaliador, é bem provável que este nem seria aceito.

Sendo assim, o recomendado é que a pessoa consiga ter essas duas qualidades, equilibrando-as e conseguindo extrair o melhor de suas habilidades. Ter um bom líder ou alguém que consegue nos guiar por esse caminho, como em terapias ou Coach, pode ser uma boa alternativa para quem deseja ser melhor a cada dia!

Leave a comment