Como calcular o preço de custo de um produto – Marcas e Patentes BH
Solicite um Orçamento: 0800 580 0363
OLa
h555
IT

Como calcular o preço de custo de um produto

O número de empresários e empreendedores tem aumentado consideravelmente neste século, sobretudo, nesta década. A busca por alternativas e negócios inovadores que se destaquem no mercado é uma das características que são mais valorizadas e que mostra-se como algo inerente à sociedade nos dias atuais. No entanto, uma das primeiras dúvidas que ocorrem nos indivíduos que buscam ingressar no mercado com uma nova empresa está em relação ao preço dos seus produtos ou serviços. Pensando nisso, neste artigo falaremos mais sobre como calcular o preço de custo de um produto, em que você deve se basear e variáveis que devem estar presentes no balanço financeiro mensal para se estabeleça o melhor preço para o seu negócio. 

O que são custos? – Como calcular o preço de custo de um produto

Os custos são os valores que você gasta para produzir, de fato, o seu produto, seja em questão de material que o compõem, seja de tempo de dedicação à esse serviço, mão de obra com funcionários, manutenção de equipamentos. O custo também pode ser compreendido como o investimento que é feito e não somente como um gasto

Esses custos podem ser divididos de duas maneiras que facilitam a vida na hora de fazer o balanço financeiro da empresa. São elas o custo direto e o custo indireto. O primeiro é um custo que é de fácil identificação. Se você tem uma micro empresa de bolos de pote, por exemplo, o custo direto dela seriam os ingredientes – ovos, massa, leite, frutas, etc -, o salário dos funcionários que estão envolvidos nesse processo, entre outros. 

Já o custo indireto está mais relacionado com os valores que devem ser divididos para serem mensurados. Tomando novamente como exemplo a empresa de bolos, se você ou um funcionário se dedica mais tempo para a produção de um bolo, é mais fácil de se obter os dados de horas trabalhadas naquele projeto. Mas se o funcionário divide suas horas trabalhadas em vários bolos, é preciso, também, dividir o custo entre os diferentes projetos.

Esse é um cálculo mais difícil de ser feito e também de ser identificado em uma empresa. Por isso, o mais recomendado é que os custos indiretos sejam transformados em diretos para que o cálculos dos custos sejam feitos de forma mais efetiva.

Entendendo o Lucro – Como calcular o preço de custo de um produto

Essa é a parte mais esperada por qualquer empresário, a parte do lucro, do ganho. Naturalmente, espera-se que quanto maior o lucro, maior será o sucesso da empresa e o retorno para o empresário. No entanto, é preciso estabelecer alguns parâmetros para que o preço do seu produto esteja dentro da amplitude de variação entre os produtos naquela mesma área de atuação.

A melhor maneira de começar a estabelecer um parâmetro nesse sentido é pensando o quanto você deseja ganhar em cima do que está sendo trabalhado e vendido. É preciso, primeiramente, ter em mente que o seu lucro esperado impacta diretamente no preço final do produto e que, por consequência, acarretará em uma procura mais alta ou mais baixa do consumidor final. 

Por isso, é importante começar com uma taxa de lucro mais baixa, com algumas variações de 20% à 30%. Em alguns casos, depois que uma base de clientes é estabelecida, é possível que essa taxa aumente proporcionalmente ou até mesmo diminua seguindo uma filosofia de vender mais, mais barato e para mais pessoas. Essas questões de dicas e estratégias de venda, no entanto, ficam para um outro artigo. Sigamos para o cálculo do preço do produto.

Como calcular o preço de custo de um produto

Chegamos, agora, no foco do nosso artigo. Feitas as conceituações sobre o que são custos e como é estabelecido o lucro, agora é hora de taxar o preço dos seus produtos ou serviços. Como toda empresa e serviço, o objetivo final é ganhar dinheiro. Sabe-se que uma empresa, também, possui gastos em diversas frentes, seja em burocracia, tempo dedicado ao serviço, matéria-prima, salários, entre outros que já foram mencionados anteriormente. O preço final de um produto ou serviço, portanto, precisa cobrir todos esses gastos para que não haja prejuízo no fim das contas. A esse valor – que pode ser fixo ou variável – soma-se a taxa de lucro que deseja adquirir. Dessa maneira, tem-se a seguinte fórmula:

 

C (custo) + TL (taxa de lucro esperada) = PF (preço final do produto)

 

Dessa maneira, obedecendo essa pequena operação envolvendo o custo e a taxa de lucro esperada, chega-se ao preço final do produto. Com ela, é possível cobrir os custos da empresa e ainda obter um lucro em cima do serviço. Vale ressaltar que o custo que será colocado na fórmula deve corresponder ao produto em questão. Se você demora uma semana para entregar a demanda, coloca-se o custo durante aquela semana e que corresponde ao período trabalhado.

O nosso artigo Como calcular o preço de custo de um produto foi útil? Visite o nosso site e acompanhe os nossos artigos! A Arena Marcas e Patentes é referência nacional em registro de bens intelectuais, ligue, consulte condições e faça seu orçamento.

Leave a comment