Como cobrar um cliente inadimplente? 4 dicas - Marcas e Patentes BH
(31) 3292-7257 (31) 3292-7257 (31) 9 8862 0363
OLa
h555 como cobrar um cliente inadimplente 4 dicas
IT

Como cobrar um cliente inadimplente? 4 dicas

Inadimplência é uma palavra que está definida no dicionário como um termo jurídico que significa falta de cumprimento de uma obrigação. Em períodos de crises econômicas como o atual, isso acaba virando algo que o brasileiro precisa saber lidar da forma correta. Além da má organização da parte financeira que conhecemos acontecer no Brasil, existem também traços culturais que deixam a tentativa de diminuir dívidas um dos grandes desafios enfrentados por nosso país.

Evitar o prejuízo acaba por ser uma das grandes metas das empresas em tempos sombrios, exigindo estratégias, além de ser um objetivo para os próprios consumidores também. Com os empresários não querendo sair perdendo em hipótese alguma, clientes inadimplentes acabam precisando pagar tudo sem sofrer com juros altíssimos de outrora.

O brasileiro é conhecido por sua boa capacidade de fazer acordos favoráveis, o que vira uma vantagem em situações como essa. O modo de realizar a abordagem e fazer o diálogo são pontos importantes para que todos os problemas sejam resolvidos sem necessidade de ir à justiça, onde tudo se tornaria um processo lento e irritante. Dessa forma, é hora de apresentar a vocês algumas dicas sobre como cobrar clientes inadimplentes com a intenção de receber seus débitos.

4 dicas de como cobrar um cliente inadimplente

Ofereça alternativas

Antes de começar, existem algumas dicas mais básicas onde não precisamos nos alongar muito, mas podem ser úteis para você. Entre dicas para resolver essa problema, possuir um cadastro organizado, utilizar lembretes, realizar cobrança, saber fazer uma abordagem, oferecer vantagens e treinar sua equipe de cobrança são coisas básicas para lidar com inadimplentes.

Além de tudo isso, você também precisa ser compreensivo e, assim, oferecer alternativas para o cliente inadimplente. As tradicionais parcelas abusivas ou altos juros provavelmente não vão ajudar no caso de um cliente que está em situação delicada e deseja pagar, mas não tem como. Você deve manter o cliente interessado oferecendo alternativas, mesmo que para apenas parte da dívida.

Saber negociar

Estratégia é tudo e não é nesse momento que você deve ignorar esse fator. Não é porque a dívida é do cliente que ele tem que simplesmente se virar de qualquer maneira… Saiba negociar para que o prejuízo não seja total ou que seja necessária ação judicial. Receber uma parte na renegociação e parcelar o restante, por exemplo, deve ser considerado.

Faça contratos claros e objetivos

Você deve buscar por contratos que sejam respeitados por ambas as partes. Para isso, eles devem apresentar linguagem clara e simplificada, com todas as suas condições e objetivos bem escancarados para os dois lados da situação. Assim, sempre faça questão de criar seus contratos nesses termos, esclarecendo bem as cláusulas, previsões de multa, juros e datas de vencimento.

Facilite o pagamento

Bom, apesar de tudo, em alguns momentos você vai precisar ceder em uma situação onde ambas as partes querem lucros e facilidades. Dessa forma, você certamente deve oferecer condições para quitação da dívida por meio da compreensão de como é importante facilitar as formas de pagamento. E nem estamos falando sobre descontos, mas sim abrir um leque de opções para o cliente: aceitar cartões de crédito dos mais diferentes, enviar os boletos por correio eletrônico, além do cheque.

Leave a comment